AconteceEdificanteÚLTIMAS

Terrorista comunista é ferido ao atacar cristãos, mas recebe oração e se converte a Jesus

Um grupo de missionários cristãos iniciou uma longa jornada para alcançar uma aldeia localizada no Sul da Ásia. No total, sete integrantes da organização missionária “Bibles for Mideast” foram ao encontro do “povo da selva”, como são conhecidos os moradores da região, repleta de florestas.

Eles passaram cerca de dois anos no local, lidando com praticantes de várias crenças, como a feitiçaria. Todavia, a maior preocupação do grupo foi com os terroristas adeptos da ideologia comunista, comuns na região. Apesar disso, vários aldeões entregaram suas vidas ao Senhor Jesus, o suficiente para se organizarem como uma igreja liderada às escondidas.

Os missionários buscaram se consagrar ao Senhor, fazendo cinco dias de jejum e oração, acompanhados de visitas domiciliares e louvor a Deus.  Sabendo da proposta evangelística, os pastores da ALG (denominação parceira da Bibles for Mideast”), Peter Haneef e James Irshad, também se uniram ao grupo.

Espalhando a mensagem

Em um dos cultos realizados no local, um fato inédito aconteceu: “Alguém trouxe um homem surdo e mudo para a reunião, e todos se uniram em oração por ele”, disse o pastor Paul, um dos integrantes da equipe.

“Depois do culto ele se ajoelhou diante do Senhor Jesus e diante de mim. Coloquei minhas mãos em sua cabeça e orei por ele. Ao orar, ele disse de repente: ‘Louvado seja o Senhor Jesus e aleluia!’. Então ele disse que podia ouvir!”, relata, segundo a Bibles for Mideast.

A cura do homem se espalhou rapidamente pela região. Desde então inúmeras casas abriram suas portas para os missionários. A notícia, então, chegou ao conhecimento dos comunistas, que logo decidiram reagir:

“Eles estavam colocando as pessoas contra os cristãos e nosso ministério”, explicou Paul. “Eles tinham um grande estoque de minas terrestres que planejavam usar para destruir nossa igreja junto conosco durante as reuniões”.

Os missionários não ficaram intimidados. Eles seguiram com a programação e resolveram continuar os cultos, apesar de tomarem conhecimento de que os terroristas já haviam espalhado os explosivos.

Porém, uma quantidade intensa de chuvas provocou um deslizamento de terra nas proximidades da região onde estavam os missionários, cobrindo a maioria das minas. Um espião enviado pelos comunistas, no entanto, para monitorar a atividade dos cristãos, terminou pisando por acidente em um dos explosivos expostos.

Por estar muito longe de qualquer hospital, o único local mais próximo foi justamente o acampamento dos missionários. Durante os cuidados, “compartilhamos o Evangelho e oramos por ele”, explicou o pastor Paul, lembrando que “mais uma vez nosso Senhor derramou Seu poder de cura e o restaurou, e então ele se entregou a Jesus”.

Após esse episódio, várias pessoas continuaram entregando suas vidas a Cristo, sendo discipuladas e batizadas nas águas. Ao final, os missionários voltaram para suas casas felizes por terem cumprido a missão evangelística sãos e salvos.

Com informações Bibles For MidEast.

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Comentários no Facebook

Fechar