ReligãoÚLTIMAS

Ex-muçulmano se torna Pastor e é preso por falar de Jesus para islâmico no táxi

Os recentes ataques terroristas ocorridos na Indonésia no último final de semana em três igrejas cristãs, deixando 13 mortos e mais de 41 feridos, não foram por acaso. Eles refletem o crescimento do radicalismo muçulmano no país que possui a maior concentração de islâmicos do mundo.

Pelo aumento da intolerância religiosa, a perseguição aos cristãos está ficando cada vez maior e vem chamando atenção de organizações que monitoram a liberdade religiosa no mundo, como a instituição Portas Abertas.

Um caso ocorrido recentemente, por exemplo, traduz essa preocupação. Trata-se da prisão de Abraham Ben Moses, um respeitado ex-muçulmano que foi condenado a quatro anos de prisão e ao pagamento de uma multa, apenas por ter falado de Jesus Cristo a um muçulmano durante uma viagem de táxi.

Após deixar o islamismo por conhecer a Verdade acerca de Cristo, Abraham Ben Moses se aprofundou no evangelho e se tornou Pastor. Um vídeo onde ele aparece falando sobre o líder muçulmano Maomé e seus ensinamentos sobre casamento, enquanto viajava de táxi, circulou pelas redes sociais.

No vídeo é possível observar que a gravação foi feita por alguém no banco de trás do carro, possivelmente sem o pastor Moses saber que estava sendo filmado. A repercussão do vídeo, ao que parece, chamou atenção da Muhammadiya, uma das maiores organizações islâmicas da Indonésia, que resolveu processar o pastor por suposta “blasfêmia”.

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Comentários no Facebook

Fechar