Para celebrar os 500 anos da Reforma Protestante, igreja reúne 300 fiéis para transcrever Bíblia à mão

As celebrações dos 500 anos da Reforma Protestante vem marcando diversas igrejas Brasil afora, assim como em outros países do mundo onde há uma presença significativa de denominações evangélicas. Porém, a Igreja Assembleia de Deus Madureira da Arse 12, em Palmas (TO), decidiu comemorar a data de uma forma bastante peculiar.

Os líderes da congregação pentecostal criaram um projeto que vai transcrever, à mão, todos os livros da Bíblia Sagrada. A obra resultante será encadernada e ficará exposta no futuro Museu das Assembleias de Deus que está sendo construído na cidade.

Para alcançar o feito de transcrever toda a Bíblia em 30 dias, a igreja reuniu 300 voluntários e os dividiu em três grupos. De acordo com informações do portal tocantinense JM Notícia, a iniciativa partiu do pastor principal da congregação, Irisvan Nunes.

“Sabemos que o fato de transcrever a Bíblia nos dá uma condição de mergulhar no texto de uma forma aprofundada, [mais eficaz] do que simplesmente a leitura”, afirmou o pastor.

A ideia tem, além dos objetivos já mencionados, uma simbologia que faz alusão à história de Martinho Lutero, o homem que iniciou a Reforma Protestante e responsável pela tradução da Bíblia Sagrada do latim para o alemão, com a intenção de que as Escrituras estivessem ao alcance do povo.

“Quinhentos anos atrás prevalecia o latim que era a língua do Império e da religião oficial, que a Igreja Católica utilizava. Quando Lutero se depara com as dificuldades que o povo tinha de ter o conhecimento e o acesso à língua sagrada, ele percebeu que o fato da ignorância do povo em relação a Deus se dava por não ter acesso à Bíblia”, recapitulou.

Os três grupos, homens, jovens e mulheres, ficarão responsáveis pela transcrição de partes distintas da Bíblia Sagrada, e cada participante deverá transcrever, em média, quatro capítulos, completando os 66 livros, 1.189 capítulos e 31.102 versículos.

Alguns voluntários, no entanto, farão um esforço maior, como no caso da líder de jovens, Andressa Batista, 21 anos, que se comprometeu a transcrever sete capítulos: “Uma experiência incrível. É sempre muito bom aprender mais da Palavra, observando cada detalhe, além de ser algo que deixaremos registrado para as futuras gerações”, disse.

Veja Também:

Veja Também

Católicos invadem culto para protestar contra Reforma

A Bélgica, como a maior parte dos países da Europa ocidental, convive com as constantes ameaças ...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: