BolsonaroPolíticaÚLTIMAS

Marco Feliciano pede que mídia “deixe Bolsonaro em paz”

Deputado manifestou-se sobre abordagem da Globo e da Folha de São Paulo

Aliado de primeira hora do presidente eleito Jair Bolsonaro, o deputado federal Marco Feliciano (Pode/SP) está insatisfeito com a maneira como a grande mídia vem tentando fazer o que chama de “terceiro turno” das eleições.

Assim como aconteceu durante a campanha eleitoral, a maneira como muito do que Bolsonaro e seus aliados fazem e falam é representado negativamente pelos principais órgãos de comunicação do país.

“Os meios de comunicação de massa têm um imenso poder de disseminação de ideias próprias de alguns que se acham iluminados de portadores das verdades absolutas”, aponta Feliciano. O parlamentar destacou dois casos recentes de como há uma distorção clara dos fatos.

O primeiro foi “Amor e Sexo”, apresentado por Fernanda Lima. “Em uma das últimas apresentações ela vociferou críticas ferozes e mentirosas ao presidente eleito Jair Bolsonaro. Sua fala denotava um ódio escancarado e uma falta de respeito à maioria do povo brasileiro, entre eles muitos de seus espectadores, numa linguagem de revolucionário clandestino, como se estivesse falando de alguma caverna do Afeganistão”, destaca o deputado paulista.

Ele vê uma ligação do que aconteceu no programa de auditório da rede Globo com o que foi veiculado pela Folha de São Paulo esta semana. “Deparei-me com um artigo ‘Polarização pelo Avesso’, escrito pela senhora Milly Lacombe, roteirista do programa ‘Amor e Sexo’, onde a autora faz defesa de sua pupila uma armadilha intelectual onde divaga numa ficção que chama de ‘lógica invertida’”, aponta.

Segundo Feliciano, de fato há uma lógica invertida em ação, mas não é como a esquerda afirma. “Estão tentando instituir o terceiro turno nas eleições, mas só o que estão conseguindo é se exporem ao ridículo. Assim, despenca a audiência desses nefastos programas, muitas das vezes patrocinados, direta ou indiretamente com dinheiro do contribuinte”, avalia.

O parlamentar faz ainda um pedido para que a mídia tendenciosa “Deixe Bolsonaro em paz, ele representa o Brasil novo”, acrescentando que é preciso parar esse clima de divisão que foi implantado no país. Afinal, se o governo foi bem-sucedido, toda a população ganha com isso.

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Comentários no Facebook

Fechar