PolêmicaReligãoÚLTIMAS

Agenor Duque: “Pastor em pecado tem é que ser esfaqueado mesmo”

Enquanto alguns tentam se livrar de facadas, a exemplo de Valdemiro Santiago, outros desafiam “demônios” para lhe esfaquear. Em uma cerimônia na instituição chamada Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus, o também autoproclamado “Apóstolo”, Agenor Duque, confronta alguém segurando uma faca que ele diz estar possuído por uma “legião”, e afirma: “Pastor em pecado tem é que ser esfaqueado mesmo“.
Vestido com uma roupa costurada para parecer pano de saco, o “apóstolo” que já foi pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus, a qual teve seu líder atacado a golpes de facão no pescoço no último domingo, protagoniza mais um episódio onde aparece entrevistando “demônios”.
Ao que parece, Agenor Duque queria mostrar seu nível de santidade e poder sobre os espíritos malignos. Veja:
 
“Se eu tenho brecha na minha vida, então enfia a faca no meu peito”, disse Agenor Duque durante entrevista com o suposto demônio, à distância, no alto do palco do templo. “Sai daqui segurança. Se ele me tacar a faca é porque estou em pecado e pastor em pecado tem é que ser esfaqueado mesmo“, continuou dizendo Agenor à distância do “endemoniado”, decretando aos gritos:
“Mas se eu sou homem de Deus, cai de joelhos demônio. Cai de joelho… cai de joelho, ai a faca… cai de joelhos!”
O possuído cai no chão e larga a faca, sendo recolhido pelos assistentes de Agenor, enquanto o público do templo glorifica com aplausos e voz alta o que seria mais uma demonstração de autoridade espiritual do apóstolo.
Apenas por esse vídeo não é possível afirmar se a declaração de Agenor Duque durante a entrevista com o demônio de que “pastor em pecado tem é que ser esfaqueado mesmo” foi uma provocação a Valdemiro Santiago, ou se é apenas uma infeliz coincidência. Em todo caso, o fato fica registrado como mais um capítulo protagonizado pelos assim chamados “apóstolos”.
Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Comentários no Facebook

Fechar